Home

 MERIDIANOS

Valquíria Farias*

meridianos16

Meridianos 2015 – Joel Veiga | Fotografia Impressa em PVC 4mm |

Meridianos é o título do mais recente projeto do fotógrafo paraibano Joel Veiga, que agora podemos ver em um recorte inédito na Galeria Casarão 34, da Fundação Cultural de João Pessoa, até 28 de agosto. A exposição se compõe de um conjunto de 16 fotografias em preto e branco e em grande formato, trazendo imagens silenciosas do frio islandês que foram captadas pelo olhar sensível do fotógrafo durante uma viagem que fez ao país nórdico ainda no início deste ano.

Meridianos pode ser considerada a primeira exposição individual de Joel Veiga em um espaço público de arte de João Pessoa. O jovem fotógrafo integra a nova geração de profissionais surgidos nessa primeira metade dos anos 2010, tendo já apresentado seus trabalhos em exposições coletivas na Usina Cultural Energisa e no Festival Fotocita de Córdoba, na Argentina.

As fotografias de Joel Veiga são, em sentido amplo, autorreferentes. Seus anseios e questionamentos acerca das coisas da vida, do mundo, do tempo e dos ambientes que o circundam estão postos nas imagens sob os mais diversos ângulos nada ou quase nada harmoniosos em razão dos cortes fora de padrões de enquadramento que ele faz questão de introduzir como sendo próprios, de si, pois que são essenciais ao seu aprimoramento como operador do olhar — do seu e do olhar do Outro. Por isso que algumas fotografias dessa série provocam um certo desconforto no espectador logo no primeiro instante em que as vê.

A proposta imagética de Meridianos visa não somente apresentar a beleza das paisagens frias e solitárias da Islândia, um mundo tão distante do nosso e tão desconhecido de muitos. Esse é apenas um primeiro ponto do contato visual. Mas, acima de tudo, o espectador também poderá visualizar, e compreender, que é essa imagética quase inexplorável do frio, feita de silêncio e melancolia, que fala profundamente da personalidade do fotógrafo.

meridianos15

Meridianos 2015 – Joel Veiga | Fotografia Impressa em PVC 4mm |

Há uma escritura íntima nas fotografias de Joel Veiga, uma subjetividade pouco decifrável nas paisagens frias e quase inóspitas que produz através das lentes. Por sua vez, estas não compõem um diário narrativo e cronológico, e sim linhas reflexivas desprovidas de rigidez e ordenamento que vão culminando lentamente de diversos tempos vividos e futuros imaginados. Daí o porquê do título da série em exposição: Meridianos.

Ou, nas suas próprias palavras: “Minhas fotografias são reflexos disso tudo”, isto é: reflexos do frio e silêncio que o atraem como ideias e sentidos de prolongamentos da existência. E enfatiza: “Não sei lidar muito bem com o tempo e acabo transformando tudo em memória”.

Não há como não perceber, na fala ou nos gestos de Joel Veiga, uma clara tranquilidade ao referir sua predileção pelo clima frio em vez do clima quente do seu lugar de origem. Está óbvio para ele: “Frio e silêncio não se dissociam”. “Do Sol, necessito apenas da luz, não do seu calor”, pondera. O que não chega a ser um paradoxo, uma vez que a fotografia não existe sem luz. Se o calor incomoda Joel, seus desejos de convivência no lugar onde vive vão se confortar no campo ameno do silêncio e se reforçam.

Para Joel Veiga, o silêncio encontrado no frio torna visível o “sentido territorial da vida”, sua amplitude, assim como revela sua impermanência. Nas fotografias do projeto Meridianos, esses reflexos como ideia e como experiência real ocorrem pela ausência das coisas e dos fatos cotidianos, pelo distanciamento das pessoas e dos objetos no entorno; pela desnecessidade de falas e informações em excesso e pela não importância que atribui à transitoriedade do tempo diante de tantas paisagens insólitas, porém acolhedoras.

Todavia, há em Meridianos uma vontade implícita de Joel Veiga para que as pessoas possam se identificar e se deslocar um pouco; possam caminhar pelos espaços-tempos em que desenvolve afeto. Sobre isso, diz ele: “Gostaria que as pessoas pudessem sentir o silêncio do mundo e, quem sabe, o meu silêncio nessas fotografias”.

meridianos11

Meridianos 2015 – Joel Veiga | Fotografia Impressa em PVC 4mm |

meridianos9a

Meridianos 2015 – Joel Veiga | Fotografia Impressa em PVC 4mm |

meridianos9

Meridianos 2015 – Joel Veiga | Fotografia Impressa em PVC 4mm |

meridianos6

Meridianos 2015 – Joel Veiga | Fotografia Impressa em PVC 4mm |

meridianos5

Meridianos 2015 – Joel Veiga | Fotografia Impressa em PVC 4mm |

____

* Curadora independente

____

TEXTO INÉDITO PARA A REVISTA PHILIPEIA ISSN: 2318-3101

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s