Home

DO MARTELO:
ELEMENTOS PARA SUA COMPREENSÃO ENQUANTO INSTÂNCIA FÍSICA E METAFÍSICA

Aderaldo Luciano*

A estrutura formal da modalidade poética utilizada no espectro ritualístico da cantoria nordestina, aquela cuja teia requer, na arqueologia mais antiga, a presença física de dois poetas (cantadores e repentistas), duas violas armadas e afinadas em lá maior, uma bandeja de prata para o recolhimento dos agrados em forma de dinheiro, um apologista (o dono da casa e sua família), a plateia e o cenário (chamado pé-de-parede).

Requer também a presença metafísica da aura cantatrística (os elementos da própria poética referente ao arcabouço de formas e regras da cantoria: oralidade, modalidades, tempo, espaço, gestualística, afinação, língua e música), bem como pontos de dramaticidade, comicidade, epopeia e lúdica. Acrescente-se a efeméride e as convergências da natureza, do cosmos, da biologia, botânica e espiritualidade.

O complexo humano e sobrenatural aí reunidos forma o que há de mais profundo e representativo na etnografia dos povos. É apenas a representação do encontro na qual tudo o que se estudou filosoficamente em relação ao Humano, inclusive a morte e o suicídio (o único problema realmente problema na filosofia existencial, para Camus) está disposto em seus vários aspectos. Os versos a seguir querem inserir um possível diálogo.

 

1.  A forma

O martelo é poética e matemática,
Ou melhor, é o número sob o ritmo.
É a dízima periódica e o logaritmo,
Prisioneiros na câmara poemática.
Há tendência sutil, mas burocrática,
Amarrando o martelo a normas rígidas.
Essas normas não devem deixar frígidas
As potências da criatividade.
Devem, sim, garantir a qualidade
De quem quer conhecer as Santas Brígidas.

 

2. O número áureo

No martelo há instâncias que o afetam
Por exemplo a noção de número áureo:
O quadrado perfeito. “O tom centáureo”.
Que não se dissociam e se completam,
Metades que se unem e se projetam,
Nanometricamente, ao natural,
Astronomicamente, e tão real,
Aliás para além dessas distâncias
Fibonacci previu essas constâncias
Do martelo em estrutura fractal.

 

3. Oralidade e escrita

Entre a oralidade do Martelo
(Libertado do peito do poeta)
E a escrita (as trevas do esteta)
Dá-se um fato na forma de um anelo:
O anélito que, assim como um rastelo,
Ara a terra. Se fértil, brota a flor,
Se árida, na luz e no calor,
Não vinga, não flora, não lampeja,
Pois se a Voz é a Vida que bafeja,
É a Letra quem mata o cantador.

 

4. Semiologia barthesiana

Elementos de Semiologia.
Roland Barthes nos mostra que a linguagem,
Entidade vestida de voragem,
Tem dois eixos em sua aleivosia:
O Sintagma, no qual se pronuncia
A estrutura da língua inteligível;
E o Paradigma, estante dirigível,
Secretando palavra por palavra.
Quando canta ou escreve, os escalavra,
O poeta, ao martelodando nível.

 

5. Sincretismo religioso brasileiro

O martelo é de Exu e vê o Cristo
Alinhado aos princípios da Umbanda,
Obedece aos ditames de Aruanda,
Mas também é sincrético, vive misto.
Pretos Velhos, Caboclos que aqui listo
Não permitem que a solfa seja falha
Tem um ponto cantado que trabalha
Recebendo a visita de entidades
O poeta, no pó das vaidades,
Não conhece e por isso se atrapalha.

 

6. Poética

Deve ser, o Discurso do Martelo,
Engenhoso e envolvido pela Arte:
Equilíbrio no Verso (parte e parte),
Vastidão na Semântica. Em paralelo,
Sua causa formal é um cutelo,
Como bem lembrou Frye em certa obra,
Pois falácias e equívocos há de sobra,
Construí-lo requer ligas e seixos.
Ao ouvinte e ao leitor caiam-lhes queixos.
A Poética é quem diz e isso nos cobra.

 

* Escritor, poeta e professor Dr. em Literatura.

 

 

Revista Philipeia

Ano V

ISSN: 2318-3101

Parahyba, Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s